Calendário

Eventos

Programação, temporada 2022

Semana Paulista de Dança

Outros

27/08/2022 • 14H e 20H

[ Evento externo: MASP – Museu de Arte de São Paulo – Av. Paulista, 1578 – Bela Vista]

BALÉ DA CIDADE DE SÃO PAULO

14H – VÃO LIVRE | PROGRAMA 1

Isso Dá Um Baile (Solos)

Henrique Rodovalho, coreografia e desenho de luz
Heavy Baile, Leo Justi  & Theo Zagrae, trilha sonora
Cauã Csik, vídeo
MangoLab, produção executiva do vídeo
Cássio Brasil, figurino
Celly I.D.D, Jonathan Neguebites, consultoria de movimento
Roberta Botta e Carolina Franco, ensaiadoras 

Número de Intérpretes: 10
Duração aproximada 20 minutos

Intérpretes-Criadores
Ana Beatriz Nunes, Ariany Dâmaso, Bruno Gregório, Grécia Catarina, Isabela Maylart, Jessica Fadul, Leonardo Silveira, Luiz Crepaldi, Luiz Oliveira, Marcel Anselmé

Isso dá um Baile, tem como inspiração, um estilo de dança que surgiu de forma bem espontânea nos bailes funks da periferia da cidade do Rio de Janeiro, ainda neste século. Este é uma mistura de vários passos de funk, hip hop, break, kuduro, popping, samba, forró, frevo e ritmos do recôncavo baiano.

A coreografia trata sobre um grande baile! Um momento onde todo o elenco, vai chegando trazendo as suas histórias e desejos e estabelecendo um grande encontro, por que não, num grande reencontro de dança, reencontro com sensações de liberdade e “empoderamento” nos movimentos e coreografias. Numa quase brincadeira de vontades e desejos. Um momento positivo e leve onde a dança se expressa na sua totalidade.

– Henrique Rodovalho

20H – AUDITÓRIO MASP | PROGRAMA 2 

Muyrakytã

Allan Falieri, concepção e coreografia
Beto Villares e Mbé, música original
Beto Villares e Allan Falieri, direção musical
Dona Onete, participação especial
Ryane Leão, poesia
Paulinho Bicolor e Érico Theobaldo, colaboradores
Fabiana Nunes, dramaturgia
Alexandre dos Anjos, figurino
André Boll, desenho de luz
Preta Kiran e Irupé Sarmiento, preparação de elenco
Carolina Franco e Roberta Botta, ensaiadoras

Elenco
Ana Beatriz Nunes, Antônio Carvalho Jr., Bruno Rodrigues, Carolina Martinelli, Erika Ishimaru, Fabiana Ikehara, Fabio Pinheiro, Harry Gavlar, Leonardo Muniz, Manuel Gomes, Marcel Anselmé, Marina Giunti, Marisa Bucoff, Uátila Coutinho, Victor Hugo Vila Nova, Victoria Oggiam

Corpos desejados como um talismã. Sedução. Ginga. Corpos paridos na respiração da cuíca, no grito agudo da corda que puxa um e que chama outra. Palavras que (im)põem ritmo, movimentam pensamentos e corpos. Corpos de sempre renovados, com outras existências compartilhando a cena. Esparramados ocupam. São da casa. São das ruas. Parecem outros. Renascem ao som de batuques. Movem-se. Movem. Suas vidas “por um fio” se enlaçam no cordão de palavras entoado por uma mais velha. A rima da infância comove; move: “Como poderei viver? Como poderei viver?” Os corpos se recusam a tombar. Arrastam-se. Envolvem. Curam-se. Resistem. Num balé solitário ensaiam a marcha coletiva. Olhares em chamas ardem ao som da pergunta agônica: “Como poderei viver? Como poderei viver?”. O coreógrafo Allan Falieri, bailarinos e equipe do Balé da Cidade de São Paulo se lançam na busca por respostas. E com crítica, liberdade, saltos, saudações, vibrações, música e poesia. Experimentam. Dançam. E dançam muito.

– Bel Santos-Mayer

Intervalo de 15 minutos

Kadà

Estreia Mundial

Alessandro Sousa Pereira, Concepção, Coreografia e Figurino
Ceeys, Alessandro Sousa Pereira, Mikkel Konyher; Trilha Sonora
Alessandro Sousa Pereira e Sueli Matsuzaki; Desenho de Luz
Carolina Franco e Roberta Botta, ensaiadoras

Número de intérpretes 15
Duração aproximadamente 26 minutos

Elenco
Alyne Mach, Bruno Gregório, Cléber Fantinatti, Erika Ishimaru, Fabio Pinheiro, Grécia Catarina, Harry Gavlar, Leonardo Hoehne Polato, Leonardo Silveira, Luiz Oliveira, Rebeca Ferreira, Renata Bardazzi, Renée Weinstrof, Uátila Coutinho, Victor Hugo Vila Nova

Kadà, é entre tantas coisas, uma tentativa de controle comum da sociedade. É o cada, o todo, o quando, o tempo. É uma intersecção entre as metas e objetivos em comum de um grupo. Espaço onde os limites são desenhados e não só impõem comportamentos, mas também estabelecem expectativas.  Além de tentar romper com o sistema em que estamos inevitavelmente envolvidos, a obra convida você a questionar: Qual Kadà você está esperando hoje?

– Alessando Sousa Pereira

Classificação livre
Duração do programa 1 = 20 minutos
Duração do programa 2 = 71 minutos
Entrada livre

Programação sujeita a alteração.